Minha lista de blogs

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Gramaticamente Imunda

A primeira coisa que me assustou no meu primeiro dia de aula aqui no Rio,foi o povo da minha idade falando palavrão. Eu vim do interior do Paraná,lá todo mundo é meio lento,meio atrasado.Eu achava que até "caraca" era palavrão.  Sem contar que eu fui criada cheia de merdinha. Nunca vi meus pais brigarem e nem muito menos os vi falando palavrão. Minha avó,por exemplo, sempre chamava atenção se a gente falasse um pouquinho mais alto: "Falem baixo,olha os vizinhos." Qualquer palavrão ou putaria era motivo de cara feia ou tapa na boca. Pois é,levei váááários tapas da minha mãe assim.Até aí tudo bem,era uma coisa a menos que os professores reclamavam com a minha mãe,já que a fama de matraqueira era grande. E eu também era chatinha,não queria me misturar,porque a maioria das meninas moravam no morro. Quando eu entrei na 5ª série é que o bagulho ficou doido. Eu convivia com gente mais velha,e como toda criança,eu achava que falar palavrão era móóó onda. Falava merda o dia inteiro no colégio. Mas se alguém falasse : Natália,olha sua mãe ali. Meeeoo! Meu corpo gelava. Imagina levar uma porrada na frente de todo mundo. E pra quem adora minha mãe,vô contar uma coisa : ela é boa de porrada para caralho. Cansei de ficar cheia de marca roxa. Mas como ela sempre dizia depois: era pro meu bem! Acho que sempre chorava mais pela humilhação de ter sido pega do que por dor. Enfim, hoje em dia ela já não me bate mais. Só que eu perdi a vergonha na cara e agora falo palavrão na frente dos meus pais,tios... Só não falo na frente do meu avô,quer dizer,até falo já que ele é meio surdo e nunca escuta metade do meu sarcasmo,quanto mais palavrão. Posso estar errada,mas em nada acho falta de respeito. Porque na realidade sabe o que são os palavrões? Apelidinhos! Buceta,cu e caralho são apelidos pra órgãos genitais. Porra é apelido pro que sai do caralho. E puta que pariu é apelido pra mulher da vida que pariu.Foda-se,aaah o foda-se! Vai dizer que você não tem o maior gosto de dizer um foda-se. Que é apelido do simples tô nem aí. Vai negar? Se eu ficar com raiva e quiser gritar pênis,pênis,pênis. Pode,não pode?! Porque então não posso gritar caralho,caralho,caralho. Falar pênis,vagina,ânus,esperma ou moça de vida fácil que pariu é muito conservador. Não rola! Essas coisas não aliviam meu estresse nem me impedem de matar um. Um "porra" bem alto,sim! Porém,não acho que crianças devam ter esse palavreado. Não que seja hipocrisia minha,mas criança lá tem que saber apelido de órgão? Oxii! Não nego que de 10 palavras que  eu falo,SEMPRE vão ter 11 palavrões no meio. Tem gente que não gosta,paciência! (Meu pai detesta aliás,sempre briga comigo).Tenho a boca suja mesmo,mas fazer o que? Até onde eu sei,isso não altera meu caráter. Tem homem que acha feio. Foda-se! Se quiser ficar comigo,vai ter que levar minha boca suja junto,não largo ela por nada nesse mundo. Eu juro que apesar de toda a minha "desboquice" eu jamais irei falar um palavrão na frente dos seus pais. Respeito quem acha falta de respeito dizer essas coisas. Acho uma puta duma babaquice do caralho,mas respeito ainda assim. 

4 comentários:

Lucia disse...

hahahahahaha seensacional!
me identifico muuito! tem vezes q ate eu me assusto com a quantidade de palavrões q eu falo, haaha só q eu nao consigo nao dizer palavrao em casa, e seempre levo esporro, hahahaha

texto muito bom como sempre, natalia!!

beijos!

R2MILIOLI disse...

Que isso, você quase nem fala palavrão... quase nunca, não no singular... Já te disse, talento é pra se mostrar... vem pro mundo dos escritores...

Über Brechó disse...

"ela é boa de porrada para caralho." KKKKKKK Antes da 5ª Série: "A Senhora Cunha é excelente em aplicar corretivos físicos."

Über Brechó disse...

Ah Ü.B. é Raizza KKKKKKKK tenho tantas contas no google que nao sei qual tá conectada