Minha lista de blogs

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Gorda?

Minha mãe conta que eu nasci beem magrinha. Que quando eu era pequena ela me dava um troço lá em pó pra eu engordar,era papo de que se ela não tivesse me dado aquela merda,hoje eu seria magra. Ou esquelética como ela diz.Eu fui começar a engordar de fato quando vim pro Rio. Lá no Sul eu morava em casa e como era cidade pequena,não era lá tão perigoso brincar na rua. O que era ótimo,porque eu passava o dia inteiro na rua brincando,batendo nos outros. Quando vim pra cá, conheci o cativeiro que era um apartamento e fiquei sedentária . Foi uma grande bosta! Tenta explicar pra uma criança de oito anos,que ela não pode mais brincar na rua e que tem que ficar trancada em casa porque lá fora é perigoso. Sem contar que eu não tinha amigos. Enfim,dali em diante só a comida me deixava feliz. Eu sei que hoje eu não tô no meu peso ideal,nem sou top de balada. Mas por mais babaca que seja eu dizer isso,eu me conformei com meu peso. Muito médico me daria uma porrada por isso,mas foda-se. Ser gorda não me impede de sair,de namorar,de me divertir,de fazer amigos,de fazer um sexo seeeensacional. Minha vida não é lá um mar de rosas. Às vezes é um saco! Quem sofre racismo,acha que gordo faz drama. Mas conheço muita gente que prefere namorar ou ser amigo de preto do que de gordo. Não tô falando que a vida deles também é fácil. Mas quer coisa mais chata do que ficar se lamentando por aí?! Caralho,a vida é foda pra todo mundo. A única coisa que me incomoda é que não sou proporcional. Tenho barriga,perna e bunda (uma bela bunda aliás). Mas não tenho peito e tenho braços que não condizem com o resto do corpo.Aaah como eu odeio meus braços! São enormes,cara. A blusa fica boa na barriga,mas aperta no braço. Que ódio dos infernos. Bom,quando eu tinha lá meus 12,13 anos,eu choraaava para caramba porque os meninos no colégio nunca queriam ficar comigo. Bando de idiotas,não sabiam o que estavam perdendo. Não tô querendo dizer que por ser "feia" fisicamente,eu tenha uma personalidade maravilhosa. Porra nenhuma! Primeiro que eu não tenho o corpo feio,meu corpo é bem do gostoso,isso sim. Segundo que não escondo meus defeitos por achar que os outros têm que ver um lado bom em mim. Fodam-se os outros. Eu me olho no espelho e me acho bonita,me acho atraente. Assim como já tá mais do que provado que muita gente compartilha dessa opinião comigo. Tenho o gênio ruim e não me camuflo.Sou estressada,boca suja,ciumenta. Maluca mermo. Só faço dieta quando o negócio começa a ficar beeem sinistro,e mesmo assim não largo a minha cerveja. Não vou negar,é difícil arrumar emprego. Mas fazer o que? Vou esperar o mundo ser justo pra sair de casa? Acho que não né?! "Eu levo esta vida,do jeito que ela me levar." Não sou infeliz! Conquistei coisas boas com a minha inteligência,tenho uma família ótima,amigos maravilhosos. A vida foi generosa comigo,reclamo por hábito. Mas do que reclamar mesmo eu não tenho muito. E tenho que admitir : pra uma gorda,eu tenho uma vida muuuuito confortável,se é que me entende. 

3 comentários:

R2MILIOLI disse...

Você tá mandando bem, mostrei pra gente da área e disseram que está muito bom. Continue e vire coleguinha na escrita...

Anônimo disse...

Nati, achei muito bom! Valeu mesmo.

Carioca disse...

Adorei amigaaaaaaaa! Te apoio totalmente!
Te amooo!